Como já tínhamos anunciado no nosso blog, o Banco Alimentar fez no passado fim de semana (1 e 2 de Dezembro) a sua campanha a nível nacional, recolhendo 2146 toneladas de alimentos e estando presente em cerca de duas mil superfícies comerciais.

Só em Lisboa foram recolhidas aproximadamente 557 toneladas, mais 30 toneladas por dia do que no mesmo período de 2017.

As 2146 toneladas serão entregues, na próxima semana, a 2600 instituições de solidariedade social que beneficiam do Banco Alimentar e que as entregam a cerca de 400 mil pessoas com carências alimentares comprovadas.

Entre os mais de 40 mil voluntários que fizeram parte da campanha, esta contou também com o apoio do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que se fez acompanhar pelo presidente de Cabo Verde. Marcelo disse então à Lusa sobre o Banco Alimentar e sobre esta campanha: “É uma obra nacional, que está acima de tudo, governos, oposições, partidos, sensibilidades, setores sociais, mobiliza 40 mil voluntários, na maioria esmagadora jovens” mostrando assim a dimensão da campanha e a importância dos voluntários.

E foi rodeados de jovens, mas também de outros voluntários, que os chefes de Estado estiveram sábado até altas horas da noite a contribuir para a campanha arrumando e separando alimentos que seguirão depois para as instituições de solidariedade social.

E domingo da mesma maneira, mas já sem os chefes de Estado, voltaram milhares de voluntários a contribuir para a campanha em vários supermercados do país e nos bancos alimentares.

E tu participaste? Foste voluntário? Se sim conta-nos como foi. Valeu a pena? Como é participar nestas campanhas de solidariedade social?

Por fim, se quiseres, até 9 de dezembro, é possível ainda contribuir para esta causa através do site www.alimentestaideia.pt, ou em vales (“Ajuda Vale”) disponíveis nos estabelecimentos comerciais. Partilha também esta campanha com os teus familiares e amigos para que todos ajudemos a alimentar esta ideia!

FICA A CONHECER MAIS PROJECTOS DE VOLUNTARIADO NO NOSSO BLOG!

Fonte: Banco Alimentar