Todos sabemos que quando entramos na Universidade temos muitos trabalhos, por esta razão a tentação para plagiares trabalhos é mais forte que nós, mas sabes no teu interior que não o deves nem o podes fazer. Para além de ser ilegal, podes prejudicar e muito a tua nota ou mesmo ter trabalhos anulados em resultado disso. Trazemos-te então aqui algumas sugestões para poderes usar diferentes fontes sem que exista risco de as copiares.

Enquanto que no passado tinhas que consultar livros e enciclopédias, hoje a Internet é a solução para grande parte dos nossos problemas, incluindo a bibliografia dos nossos trabalhos. O que acontece normalmente é que por já existirem tantas coisas escritas e publicadas sobre o mesmo tema, corremos sempre o risco de copiar coisas que outros já fizeram, umas vezes de propósito, outras sem querer.

Para evitar estas situações existem inúmeras estratégias que podes usar! A mais fácil e óbvia de todas é simplesmente criares conteúdo próprio e original sem teres de recorrer a um site para baseares o teu trabalho. Mas como ninguém tem uma biblioteca dentro do cérebro todos precisamos sempre de consultar alguma bibliografia. E por essa razão, sugerimos assim algumas ferramentas online que te podem ajudar a verificar que aquilo que escreves nos teus trabalhos nunca foi escrito por mais ninguém. Aqui estão algumas sugestões de ferramentas:

 

  • Quetext.com: talvez a melhor ferramenta que podes utilizar. Só precisas de copiar, colar e esperar o resultado de plágio. Embora te seja pedido para criares conta após a primeira utilização, podes sempre usar um navegador alternativo para voltares a utilizar este website sem teres que criar conta.
  • DupliChecker: de utilização muito intuitiva, através desta ferramenta, para além de copiar e colar o texto, podes também anexar documentos. O sistema deteta aproximadamente 30 idiomas diferentes e ainda te dá sugestões de correção gramatical.
  • Plag.pt: aqui tens obrigatoriamente que te registar. Depois disso, apenas precisas de submeter um documento que queres ver analisado e rapidamente receberás estatística de paráfrases, citações impróprias e a concentração de plágio (numa escala de 1 a 3).
  • Plagium: com um design menos apelativo, podes comparar textos (por exemplo: o teu e o original) de modo a perceber o grau de semelhança entre eles.
  • Plagiarism Detector: a última ferramenta diz-te o grau de plágio, o grau de conteúdo original e o grau de semelhança com outros artigos.

 

O procedimento para usares a maioria destas aplicações é muito simples! Apenas precisas de fazer “copy/paste” do conteúdo que queres avaliar e esperar os resultados. Para resultados acima de 50% aconselhamos que revejas com atenção o teu texto porque o risco de ser considerado plágio é grande. Já para resultados abaixo deste valor, podes estar descansado, que não deverás ter problemas com o teu professor.

Todas estas ferramentas são boas como algo que melhora a qualidade do teu trabalho. Mas a grande percentagem de esforço será sempre tua, lembra-te disso e terás todo o sucesso do mundo!

 

Clica aqui para saberes mais sobre como facilitar (e muito!) o teu estudo!