Se estás interessado em fazer voluntariado, mas não sabes qual a área que mais te interessa, estás no sítio certo. Apresentamos-te quatro sugestões de locais que estão sempre a precisar de voluntários. Mesmo que nenhuma destas organizações exista na tua zona, podes sempre ficar com uma ideia daquilo que se pode fazer nestas diversas áreas.

 

Déjà Lu – Cascais 

 

 

Para quem gosta de livros, este é o sítio ideal. A Déjà Lu é uma livraria solidária que funciona apenas com voluntários, já que todas as suas receitas revertem para a Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21. Situa-se dentro da fortaleza da Cidadela de Cascais, num local muito bonito e com uma atmosfera única. Os livros vendidos aqui são em segunda-mão e em todas as línguas e mais algumas. É uma ótima oportunidade de conhecer pessoas de várias nacionalidades, tal como novos (ou velhos) livros, enquanto se contribui para uma boa causa.

O horário é flexível e ajustado a cada voluntário e podes ajudar fazendo apenas um turno de 3h30 por mês. Para te tornares voluntário na Déjà Lu só precisas de enviar um e-mail para livraria.dejalu@gmail.com a pedir para preencher a ficha de voluntário.

 

Just a Change – Lisboa e Porto

 

 

O Just a Change foca-se na pobreza habitacional através da reabilitação de casas. Os casos que necessitam de intervenção são sinalizados pelos parceiros locais da organização e os voluntários mobilizam todos os recursos necessários para a reabilitação das habitações. Há cinco programas Just a Change, que têm lugar nas diferentes épocas do ano: durante o semestre académico, no verão ou durante as férias académicas. As inscrições abrem à medida que cada época se aproxima. Por isso, se quiseres envolver-te neste projeto visita o site do Just a Change para saber qual o programa que tem inscrições abertas.

 

ReFood – de norte a sul do país

 

 

A Refood é uma organização sem fins lucrativos que nasceu da paixão de ajudar as pessoas e o planeta. A sua missão é eliminar o desperdício de alimentos e a fome, ao envolver a comunidade num objetivo comum. Assim, esta associação pega na comida que seria desperdiçada pelos restaurantes ou supermercados e canaliza-a para quem mais precisa.

Os voluntários da Refood dividem-se por várias tarefas, como recolha de comida, preparação das caixas de alimentos, organização da equipa, arrumação e limpeza, entre outras. Os turnos costumam ser de 2h por semana.

O projeto começou com apenas um núcleo em 2010, mas hoje já existem mais de 24 centros por todo o país. Para saberes qual o mais próximo de ti, basta acederes ao site da Refood. Se quiseres ser voluntário num desses núcleos, podes deslocar-te diretamente lá, telefonar, ou enviar a tua candidatura online.

 

União Zoófila – Lisboa

 

 

Para quem adora animais, associações como a União Zoófila são a escolha certa. A União Zoófila, como muitas organizações protetoras de animais, precisam sempre de voluntários. Neste tipo de voluntariado, as funções consistem em lidar diretamente com animais, limpá-los e aos seus espaços e ajudar na recolha ou armazenamento de ração, por exemplo. São tarefas de alguma responsabilidade, pelo que a idade mínima é de 16 anos para ser voluntário no gatil, ou 18 anos no canil. O tempo também é importante e a União Zoófila pede uma presença pelo menos de 15 em 15 dias. Para te tornares voluntário desta instituição, só precisas de preencher a ficha de voluntário e enviá-la para uniaozoofila@gmail.com.

 

FICA A CONHECER MAIS PROJECTOS DE VOLUNTARIADO NO NOSSO BLOG!

 

Este artigo foi escrito em parceria com o Jornal Pontivírgula.
Redatora: Carolina Correia